Manutenção

O que é e como é feita a manutenção preventiva?

Leia Mais

Grandes indústrias sempre contam com diversos equipamentos complexos que são compostos por diversas peças. Todas elas precisam estar em perfeito estado para funcionar com precisão. A melhor forma de garantir o funcionamento total e com segurança de todo o maquinário da sua empresa é com a manutenção preventiva deles. Essa medida tem como objetivo evitar possíveis problemas com o funcionamento dos equipamentos, além de aumentar a vida útil.

Mas, afinal, o que é a manutenção preventiva? 

Antes de tudo, é essencial que você conheça os três tipos de manutenção existentes:

  • Manutenção Preditiva: inspeção e análise de dados dos equipamentos para definir quando realizar processos de manutenção;
  • Manutenção Preventiva: procedimentos realizados para evitar maior desgaste das máquinas e demais componentes;
  • Manutenção Corretiva: é a que tem maior custo e é realizada em regime de urgência para minimizar os impactos de falhas na linha de produção.

Portanto, quando falamos de manutenção preventiva estamos falando de um conjunto de ações que precisa estar de acordo com outros procedimentos internos da indústria.

E isso acontece porque a prevenção não é pontual, como a corretiva, mas sim sistematizada para ser realizada periodicamente. Diferente de alguns procedimentos da manutenção preditiva, a manutenção preventiva também exige que todas as máquinas envolvidas na linha estejam paradas. Afinal, não é possível realizar qualquer intervenção direta nos equipamentos com caldeiras e válvulas em funcionamento. Contudo, se planejada com antecedência, é possível minimizar totalmente os impactos de uma parada.

Como fazer a manutenção preventiva 

Para garantir a qualidade da manutenção, é preciso observar alguns aspectos, como:

  • Programar a periodicidade dos atendimentos. Com isso, o cliente já estará aguardando pelo técnico e pode se preparar melhor;
  • Possuir os equipamentos necessários para a manutenção, entregando um trabalho com qualidade e finalizando dentro do prazo estabelecido, sem prejudicar o cliente;
  • Durante a manutenção preventiva é preciso verificar o funcionamento de todo o grupo gerador. Com isso, verifica-se se tudo está funcionando bem e se há algum desgaste que pode virar um problema sério.

Além disso, alguns cuidados devem ser tomados diariamente, a fim de verificar avarias externas ou barulhos estranhos. Mensalmente um técnico pode visitar o local e verificar se há alguma peça ou componente danificado. De acordo com orientação do fabricante, outras visitas são agendadas, ou conforme a necessidade.

Cuidados essenciais com a manutenção 

A manutenção preventiva deve ser feita sempre por profissionais capacitados e empresas especializadas. É preciso ficar atento às orientações do fabricante para realizar a manutenção, afinal, o não cumprimento das normas do fabricante pode anular a garantia do equipamento.

O máximo desempenho dos maquinários da sua empresa, só é possível com um bom plano de manutenção preventiva nos geradores de energia. Entre em contato conosco conforme sua necessidade. Somos uma empresa que segue os mais rígidos padrões internacionais de segurança e manutenção.

Devo pausar minha produção se a máquina mudar de ruído?

Leia Mais

Se existe algo que é comum em áreas como a indústria e negócios que trabalham com motores elétricos, geradores de energia, bombas e outros, é o barulho.

Máquinas geram sons durante seu funcionamento e isso é um fato. Mas, e quando todos esses sons fogem do comum?

A pergunta vai até mesmo além disso… será que você saberia distinguir o som de uma máquina funcionando normalmente do som que aponta algo diferente do normal?

“Mudar de ruído”, como citado no título desta matéria, é um dos sinais de alerta que nos faz voltar os olhos para como está o funcionamento deste equipamento.

Essa é uma das virtudes que precisa estar presente no máximo de profissionais possíveis dentro de uma empresa, do operador ao gerente, pois são essas percepções que, aliadas a um planejamento bem feito, irão nos ajudar a identificar possíveis falhas nos equipamentos.

Essas mudanças de ruídos e demais sinais costumam necessitar da manutenção corretiva para a solução dos problemas. E é sobre isso que falaremos hoje em nosso blog.

Te desejamos uma excelente leitura!

Manutenção corretiva – O que é e como funciona?

Quando falamos em manutenção corretiva, precisamos ressaltar que existem dois tipos da mesma, que explicaremos logo abaixo:

Manutenção corretiva não planejada

Este é o tipo mais comum de manutenção e a que mais operamos aqui na Ajel Service. Chamada também de “não previsível”, essa é manutenção corretiva tradicional, feita quando a máquina sofre aquela pane que na maioria das vezes faz a mesma parar as atividades.

Os motivos para levar até este momento são vários, desde falhas prematuras nas peças ou a falta de acompanhamento desses equipamentos.

Infelizmente, chegar ao ponto de ser necessária a manutenção corretiva não planejada é sinônimo de estresse a mais, tanto pela urgência da demanda quanto pelas possíveis condições que o equipamento estará no momento da manutenção.

A dica é sempre evitar ao máximo chegar a este ponto, e quem vai ajudar nisso é a manutenção preventiva. Falamos sobre esse importante tema anteriormente e você pode conferir clicando aqui.

Manutenção corretiva planejada

Esse tipo de manutenção acontece ao notar quedas de desempenho em equipamentos, o que possibilita uma maior calma na prestação do serviço, tendo até a opção de agendar um atendimento, dependendo do caso.

Mas é aí que acontecem dois fatores importantíssimos que não podem ser deixados de lado por todos os envolvidos no funcionamento do equipamento no espaço de trabalho:

1 – A produtividade certamente sofre com essas falhas, portanto, nunca será interessante manter um equipamento assim sem manutenção por muito tempo, mesmo que ele ainda esteja dando a falsa impressão de funcionar normalmente.

2 – Você precisa ter em mente que, a partir do menor sinal de mau funcionamento, seu equipamento torna-se uma verdadeira bomba relógio. Há risco de perda total, problemas que podem levar um prazo maior para serem resolvidos, sem contar possíveis acidentes, dependendo do problema enfrentado.

Esse tipo de manutenção corretiva acontece também após uma decisão da gestão da empresa que solicita o serviço. Caso as análises sejam bem feitas, os equipamentos regularmente testados e, claro, um planejamento bem feito, as empresas costumam decidir também que certos equipamentos operando até a falha pode ser a melhor alternativa, dependendo do caso.

Precisou de uma manutenção corretiva? Conte com a Ajel Service!

Para a realização de uma manutenção corretiva de excelência, o primeiro passo é ter o contato de quem vai oferecer um serviço com confiança, velocidade e qualidade sempre.

Se você é da área da indústria, agro e demais serviços que utilizam máquinas dos mais variados tipos, marcas e tamanhos, fique sabendo que a Ajel Service representa décadas de excelência e credibilidade na manutenção e reposição dos mais diversos equipamentos.

Somos ricos em certificações como Weg, KSB, Schneider e outras, além de prestar um ciclo completo de serviços para motores elétricos, Bombas Centrífugas KSB, Drives e Controles, entre muitos outros.

Precisa de um atendimento de urgência ou quer marcar algum outro tipo de manutenção? É só clicar aqui e acessar nossa área de contato!

Esperamos que você tenha tido uma boa leitura. Continue acompanhando nosso blog!

Quais são os 3 tipos de planejamento de manutenção e qual a diferença entre eles?

Leia Mais

Quando gerimos indústrias ou demais áreas que exigem uma operação estruturada de motores, geradores, bombas e demais equipamentos, algo que deve ser levado muito a sério é o planejamento de manutenção.

Seja para impedir gastos que poderiam ser evitados em novos equipamentos, a perda de produtividade, acidentes e demais dores de cabeça, fazer e botar em prática o planejamento de manutenção correto, seguindo cronograma e planejamento, é a garantia de otimização de recursos para toda a empresa.

E para atender os mais diversos objetivos, da prevenção a solução quando o problema se torna urgente, trabalhamos com 3 tipos de manutenção. E é sobre este assunto que falaremos hoje em nosso blog.

Faça uma excelente leitura e não esqueça de clicar aqui caso identifique a necessidade de contratar algum dos serviços citados.

Vamos lá?

Planejamento de manutenção – Quais são os 3 tipos e quando são utilizados?

Seguindo diferentes propósitos e níveis de urgência, trabalhamos com três tipos de manutenção: manutenção preditivamanutenção preventiva manutenção corretiva.

Essas manutenções fazem parte de dois grupos divididos em manutenção planejada (que segue cronograma e é feita regularmente) e não planejada (quando acontecem urgências e o problema precisa ser resolvido rapidamente).

A seguir, falaremos sobre cada uma delas.

1 – Manutenção Preditiva

Fazendo parte do grupo das manutenções planejadas, a manutenção preditiva consiste no acompanhamento periódico das máquinas e equipamentos, levando em conta uma inspeção de todo o material e levantamento de informações a partir das mais variadas técnicas e análises.

Inspeção visual, por ultrassom e diversos outros tipos estão presentes neste tipo de manutenção que ajuda a definir aspectos importantes como a vida útil de componentes, condições para que seja melhor aproveitado neste período, causando a redução na necessidade de chamados de urgência para repor maquinário, aumentando a vida útil e impedindo o aumento de danos nos mais diversos equipamentos.

2 – Manutenção Preventiva:

Também focando no aumento de vida útil e na prevenção quanto a possíveis problemas futuros, a manutenção preventiva consiste num conjunto de ações que visam na prevenção dos possíveis pontos de falha ou quebra de um determinado equipamento.

Para uma manutenção preventiva bem feita, é preciso estar atento à periodicidade dos atendimentos, além das ações preventivas que serão definidas durante o processo. Trata-se de um trabalho conjunto que torna muito mais difícil a incidência de problemas urgentes com os equipamentos da sua empresa.

Inclusive, nós nos aprofundamos na manutenção preventiva anteriormente em nosso blog. Você pode conferir mais informações sobre este importantíssimo planejamento de manutenção clicando aqui!

3 – Manutenção Corretiva:

Ninguém está a salvo de emergências. Máquinas quebram por diversos motivos e é neste momento que você precisa estar preparado para aplicar as manutenções corretivas necessárias.

A manutenção corretiva é a que tem maior custo entre as outras citadas, isso porque normalmente pode exigir uma maior troca de peças na manutenção, além da velocidade em que deve ser atendida para reduzir todo o impacto causado na produção.

Perder motores, geradores, bombas e demais equipamentos importantíssimos pode trazer um impacto gigantesco, e é nessa hora que você precisa ter o contato de um fornecedor de confiança ao alcance das mãos.

E ao falar de manutenção corretiva é impossível não citar as duas anteriores, pois são as atividades realizadas no planejamento de manutenção preditiva e preventiva que reduzem drasticamente a necessidade da manutenção corretiva.

Qual é o planejamento de manutenção que sua empresa precisa para hoje? Conte com a Ajel para isso!

Décadas de experiência em manutenção de equipamentos de pequeno, médio e grande porte nos preparam para ser referência e uma mão de obra especializada para indústrias e demais empresas que precisam dos equipamentos funcionando com força total durante a jornada de trabalho.

Trabalhamos com as mais diversas variedades de marcas, tipos de equipamentos e o ciclo completo do planejamento de manutenção. Quer saber mais e conversar sobre o que sua empresa precisa? Basta clicar aqui e acessar nossa área de contato!