Tintas e Vernizes

Dono de indústria: você sabe qual é a importância da manutenção preventiva?

Leia Mais

O que vem na sua cabeça quando ouve falar sobre manutenção preventiva? Se você é dono de uma empresa, sabe muito bem o quanto é comum o desgaste presente em máquinas e seus periféricos, por isso, é importante realizar alguns procedimentos preventivos.

Normalmente o fornecedor oferece instruções sobre o que fazer e quando fazer, o que vai ser complementado pela manutenção preditiva para garantir a melhor segurança das suas instalações. Veja aqui neste texto o que é, exatamente, a manutenção preventiva e qual a sua importância para o bom desempenho da linha de produção.

Qual a importância da manutenção preventiva? 

A fábrica ideal é aquela que nunca para, mas sabemos que há muitas limitações para o bom andamento da produção em larga escala, principalmente em indústrias pesadas. Por isso, não se pode ignorar a importância das manutenções frequentes.

Quando você abre mão da manutenção preventiva, pode correr uma série de riscos que afetam não apenas a parte estrutural, como o orçamento para futuros investimentos. Por isso, listamos aqui algumas das vantagens envolvidas na importância da manutenção preventiva.

  1. Redução de riscos e falhas

A primeira e mais evidente é a prevenção de uma maior taxa de falhas do maquinário e seus periféricos. Manter os procedimentos de manutenção preventiva em dia é importantíssimo para evitar que o desgaste da máquina não surja de maneira inesperada e afete toda a produção. Isso também minimizaria o impacto dessas falhas quando surgisse algum problema não previsto. E atenção, nem todas as falhas são visíveis.

  1. Alongamento da vida útil das máquinas 

Devido à complexidade das máquinas envolvidas, as falhas podem ocorrer em apenas uma peça do sistema elétrico, de forma que não comprometa a funcionalidade total do maquinário. Entretanto, isso significa que outros componentes podem estar operando com maior esforço para compensar outras peças defeituosas.

Sem uma manutenção preventiva para detectar ou retificar essas falhas, as partes que estão garantindo a performance da máquina podem se desgastar mais rápido e exigir que você troque todo o equipamento mais rápido. Garantindo que todos os componentes estão em conformidade é a melhor forma de fazer com que a máquina opere com folga e continue assim por muito mais tempo.

  1. Maior tempo de pesquisa de mercado para novas aquisições 

Planejamento é a palavra chave da manutenção preventiva. Com as frequentes inspeções na máquina, é possível detectar um desgaste inicial em peças que ainda podem operar. A partir dessa identificação prévia, é possível procurar no mercado quais são os melhores preços e fornecedores.

Depois, após uma pesquisa satisfatória, a peça é trocada quando o desgaste realmente compromete o funcionamento da máquina. Se fosse o caso de uma manutenção corretiva, por exemplo, seria necessário ir atrás da fornecedora mais próxima, sem muita possibilidade de pesar os valores e a qualidade envolvida.

  1. Melhor capacidade de atender à demanda 

A manutenção preventiva te oferece melhores condições para que você tenha controle sobre a qualidade da sua produção. Não adianta possuir um setor comercial extremamente capacitado e com resultados cada vez melhores se seu chão de fábrica continua tendo que lidar com imprevistos.

Fazendo intervenções periódicas e programadas com uma análise rígida de todos os componentes de cada máquina, você evita que atrasos afetem a relação com o seu cliente. Com um mercado cada vez mais rígido, é importante manter um nível de indicação cada vez melhor. Dessa forma, atrasos e produtos defeituosos são a última coisa que poderiam ocorrer para uma indústria se manter dominante no mercado.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando nossos conteúdos.

Vernizes e resinas de Impregnação

Leia Mais

Produtos base poliéster com excelentes propriedades dielétricas, flexibilidade, dureza, resistência química, aderência e compatibilidade. Segmento elétrico, eletrônico, transformadores, motores, etc.

Vernizes de Esmaltação

Leia Mais

Excelente estabilidade química, alta flexibilidade e ótima resistência mecânica. Pode ser aplicado como isolante em fios de cobre e alumínio para todos os diâmetros de fios.

WF (Poliéster)

Leia Mais

Série de tintas em pó à base de resina poliéster de alto desempenho. Os pigmentos utilizados são de última geração e possuem alta retenção de cor e brilho. Atende normas como ASTM e QUALICOAT.

W-Zn (Rico em zinco)

Leia Mais

Produto com alta resistência à corrosão em ambientes agressivos podendo substituir a fosfatização e/ou galvanização em certas aplicações. Deve ser usado como base para posterior aplicação do acabamento.

W-Eco (Livre de Metais Pesados)

Leia Mais

Indicado para condições onde o mercado exige tintas isenta de metais pesados. A linha W-Eco R atende a diretiva européia RoHs enquanto que linha W-Eco, a NBR NM 300-3:2004 no quesito isenção de metais pesados.

NobaC (Antimicrobiano)

Leia Mais

Possuem propriedades antimicrobianas, fornecendo soluções confiáveis e de última geração para os casos onde higiene e saúde são fundamentais. Podem ser híbridas, epóxi ou poliéster.

Poliuretano

Leia Mais

Excelente aderência, flexibilidade, alta resistência física, boa resistência química, alto alastramento e resistência ao intemperismo muito maior que os produtos convencionais.

Poliéster

Leia Mais

Boa aderência, flexibilidade e boa resistência física e química. O diferencial é a ótima resistência ao intemperismo e ao amarelamento. Indicado para superfícies que ficarão expostas a intempéries.

Epóxi

Leia Mais

À base de resinas epóxi, oferece excelente aderência, flexibilidade e resistência física. O grande diferencial destes produtos é a alta resistência química e excelente proteção anticorrosiva.

Híbrido

Leia Mais

Combinação de resinas epóxi e poliéster de excelente aderência, flexibilidade, alta resistência física e boa resistência química. Geralmente indicado para superfícies expostas a ambientes abrigados.

Manutenção

Leia Mais

Os segmentos atendidos pelas tintas de manutenção são diversos: açúcar e álcool, papel e celulose, indústrias alimentícias, química e petroquímica, estruturas metálicas, máquinas e equipamentos.

Normas Petrobras

Leia Mais

Alto desempenho para combater a corrosão de forma eficaz e duradoura em ambientes de baixa, média ou alta agressividade. Constam no CRCC da Petrobras e foram aprovados no Master Vendor List.

Marítima

Leia Mais

Para pintura e conservação de construções novas, manutenção e reparos. Destaca-se o antiincrustante WEG Ecoloflex SPC (100, 200 e 600), tecnologia patenteada pela Nippon Paint, e produzido pela WEG.

Industriais

Leia Mais

Segmentos de aplicação das tintas da linha indústria: implementos rodoviários, implementos agrícolas, estruturas metálicas, máquinas e equipamentos, demarcação viária, siderurgia, metalurgia e fundições

Híbrido

Leia Mais

Combinação de resinas epóxi e poliéster de excelente aderência, flexibilidade, alta resistência física e boa resistência química. Geralmente indicado para superfícies expostas a ambientes abrigados.